Pular para o conteúdo principal

Oswald Jeffray Smith (1890-1986)

"Resolvi publicar essa biografia para conhecermos um pouco de nossa história recente, esse homem foi um dos maiores missionários americanos, viajou por mais de 80 países pregando a palavra de Deus, leia e aprenda com esse grande homem de Deus."
O canadense Oswald Jeffray Smith (1890-1986), filhos de Benjamin (um telegrafo da estrada de ferro) e a Alice Smith, em Odessa, Ontário, em 1889, o mais velho de dez crianças. A conversão de Smith ocorreu ao assistir a uma cruzada evangelística de R.A. Torrey e Charles Alexander, quando tinha dezesseis anos. Smith não teve uma infância saudável e não esperada sobreviver a sua adolescência. Esta saúde pobre afetou diretamente seus planos de missões trans-culturais da igreja Presbiteriana, que foram rejeitadas inicialmente. Preparou-se para o ministério e foi ordenado pastor presbiteriano. Seu desejo era dedicar-se à obra missionária, mas foi advertido de que era muito fraco fisicamente para enfrentar a dura vida missionária. Como o Pr. José dos Reis Pereira disse: "As juntas missionárias às vezes falham nos seus diagnósticos - o jovem tão fraco, que não podia ser missionário, viveu 96 anos (...). Deus o usou poderosamente num trabalho que não deixou de ser missionário, pois além de pregar em 80 países do mundo, inclusive o Brasil, ainda fundou uma igreja que tem sustentado centenas de missionários".
Smith empreendeu sua primeira campanha evangelística em Toronto em 1911. Durante esse verão. Ao terminar seu ano final na faculdade de Bíblia de Toronto, serviu também como um pastor de duas igrejas. Em 1913, preprarou-se para os meses de verão entre povos de montanha de Kentucky. Mais atrasado ao estudar no seminário de McCormick Theological, pastoreou diversas igrejas Presbiterianas na área de Chicago. Entretanto, retornou logo a Toronto ao saque como um pastor do associado da igreja Presbiteriana, a segundo a maior de Canadá, sob o pastor sênior da igreja, J.D. Morrow. Lá se encontrou com sua esposa, Daisy, com quem se casou em 1916. O Smiths tiveram três crianças: Glen Gilmour, Paul Brainerd e esperança Evangeline Smith Lowry. Daisy Smith morreu em novembro de 1972 e Smith morreu em 1986.
Mais tarde Smith substituiu Morrow e se tornou o Pastor principal, mas ele mesmo renunciou em 1918.
Smith caracterizou várias cruzadas evangelísticas na América do Norte, permitindo continuar também seu ministério de pastor. Em 1924 em sua primeira excursão fora do continente, indo a nove países europeus e realizando reuniões em Latvia e em Poland.
Querendo concentrar sua energia em esforços evangelistic, aceitou uma chamada para servir como o pastor do Gospel Tabernacle de Los Angeles em 1927 adiantado. Entretanto, um ano mais tarde (1928) que retornaram a Toronto para estabelecer o Tabernacle Cosmopolitan no Massey alugado Salão. Saiu para sua segunda excursão internacional no começo de 1929, retornando a Europa. Em 1930, a igreja modou-se para um edifício da igreja anteriormente Presbiteriana na rua de Gerrard do leste, chamando-se o Gospel Tabernacle de Toronto. Era nesse ponto que Smith começou as transmissões de rádio e hospedar convenções do missionário. Em 1934, a igreja mudou-se para o edifício Methodist central de 1600 assentos na rua de Bloor do leste, rebatizando a igreja a igreja dos povos, onde Smith continuou suas transmissões de rádio. O uso dos meios de comunicação pela igreja expandiu também, usando não somente o rádio, mas também a televisão. Oswald J. Smith continuou como seu pastor até 1958, o seu filho Paul assumiu como pastor em 1959. Embora seja uma das maiores igrejas do Canadá, sua fama reside no sustento de missionários através do mundo. Do seu pastor foi dito: "O Dr. Oswald Smith deu mais ímpeto para missões do que qualquer outra pessoa viva.”.
Billy Graham, falando dos 35 livros (traduzidos para 128 línguas) deste servo do Senhor, escreveu: "Seus livros tem sido usados pelo Espírito Santo para penetrar na profundeza da minha alma e tiveram uma influência tremenda sobre minha vida pessoal e meu ministério".
O seu livro Paixão Pelas Almas, amplamente divulgado pela Junta de Missões Mundiais, teve enorme repercussão no Brasil; "A tarefa suprema da Igreja é a evangelização do mundo". - Oswald Smith pregava isso e o praticava. Foi um evangelista mundial, pregando e ganhando almas em todos os continentes. Pelo rádio alcançou milhões de pessoas, através de 42 emissoras. Como editor, publicou uma revista por mais de 40 anos. Foram-lhe conferidos três doutorados (honoris causa). Como hinista, o Dr. Smith escreveu mais de 1.200 poesias e letras de hinos e cânticos evangélicos. Publicou várias coletâneas.
Billy Graham pregou na ocasião do culto fúnebre deste eminente estadista missionário, e entre outras coisas disse que Oswald Smith foi "a maior combinação de pastor, hinólogo, líder missionário e evangelista de nosso tempo".
Essa Biografia foi realizada em vários sites e entregue no Curso de Preparação Missionária - ESTEADEB - Natal/RN

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Discipulado (Parte I) - Paulo Junior || Escola Obreiro Aprovado (Aula 10)

O Pr Paulo Junior é usado por Deus nesse vídeo com uma linguagem simples e com muita humildade nos ensina a Palavra de Deus. Recomendamos com muito carinho.
Discípulo é um aprendiz de Cristo.




Cristofobia? Existe? Você sabe o que é?

Pouco denunciada, a opressão violenta das minorias cristãs nos países muçulmanos é um problema cada vez mais grave AYAAN HIRSI ALI
Ayaan Hirsi Ali, de 42 anos, nasceu de uma família muçulmana na Somália e emigrou para a Holanda, onde foi parlamentar. Produziu o filme Submissão (2004), sobre a repressão às mulheres no mundo islâmico. É pesquisadora do American Enterprise Institute SANGUE DERRAMADO Cristãos coptas, do Egito, carregam uma imagem de Jesus Cristo manchada de sangue, em ato contra a violência de extremistas islâmicos (Foto: Asmaa Waguih/Reuters)
Ouvimos falar com frequência de muçulmanos como vítimas de abuso no Ocidente e dos manifestantes da Primavera Árabe que lutam contra a tirania. Outra guerra completamente diferente está em curso – uma batalha ignorada, que tem custado milhares de vidas. Cristãos estão sendo mortos no mundo islâmico por causa de sua religião. É um genocídio crescente que deveria provocar um alarme em todo o mundo. O retrato dos muçulmanos como vítimas ou h…